Nos siga nas redes sociais

Bakuman Anime / Mangá

Dos mesmos autores de Death Note, Bakuman foge dos estilos comuns de animes, ao invés de contar a história de um herói, ou um romance, ou até mesmo uma simples comédia com muito echi, Bakuman conta a história de dois garotos que querem se tornar “mangakas”.

A ideia do anime/manga foi muito boa, ela nos mostra o quão difícil é a criação de um manga, conta todo processo desde a criação, até a burocracia para seu lançamento.

O mangá contou com seu primeiro capítulo lançando no ano de 2008 e o lançamento do anime em 2011, Bakuman reveza entre os dramas de um autor/mangaka, e os dramas de dois jovens adolescentes do 9° ano. Ao longo da trama, muitas obras são mencionadas, como Dragon ball e One Piece, entre outras q levaram a shonen jump ser oque é hoje.

A trama gira entorno de dois principais personagens Moritaka Mashiro e Akito Takagi, onde os dois lidam com os estudos, bloqueios criativos, burocracia, ideias ruins e um romance adolescente. A história começa com o Akito Takagi propondo a ideia ao protagonista que desenha, porém ele não se sente bem com o plano do Akito Takagi, até que a garota que ele gosta propõem se casar, caso ele se torne um mangaka famoso ( ótimo motivo pra ir com tudo nesse projeto ( ͡° ͜ʖ ͡°)). O jovem protagonista herdou seu talento para as arte mangaka de seu tio, que embora desenha-se muito mal, tinha um bom roteiro, e após falecer deixou seu apartamento/estúdio nas mãos do jovem protagonista. Logo os jovens tinham um estúdio e muito tempo livre, cabia a eles apenas a produzir.

 

 

Porém tudo isso foi por água a baixo após a primeira produção levada até a Shonen Jump, quando sua primeira obra foi negada, os dois percebem que não é tão fácil, então se dedicaram ao máximo para que consigam alcançar seus objetivos. Um dos avaliadores da Shonen Jump, os ajuda dando dicas entre outras coisas, dando uma ideia de como fazer seu primeiro mangá.

Claro, o anime não fica só nisso, se aprofunda mais nas histórias de cada personagem, porem seu foco é apresentar o mundo dos mangakas, mostrando que não é tão fácil e divertido o trabalho de um e que em como tudo na vida temos que batalhar ao máximo para alcançarmos nosso objetivos que tanto almejamos.

Então recomendo muito este anime a você que admira tanto essa cultura, para que se aprofunde mais e aprenda um pouco, e quem sabe um dia possa estar eu aqui analisando uma obra sua!

 


Escrito por Matheus V. Alves
Revisado por Luccas Maia

Nos ajude a espalhar o descontrole!

podcast

#6 – Entrevista com Vem Noobar Comigo

É isso mesmo! Nossos casters de elite estão aqui para conversar com a dona do canal Vem Noobar Comigo, falando sobre seu canal no YouTube, seus passos como desenvolvedora e muito mais!

Esse episódio, foi realmente fora da curva, onde foram vistos vários pontos de qual foi a experiência da Viih no mundo dos games, e ainda dando dicas de como manter um canal no YouTube, quais foram seus jogos e sua caminhada na criação de conteúdos.

Acesse o canal da Viih no YouTube clicando aqui

Quer apoiar a Viih? Acesse o PicPay dela clicando aqui

Canal da Viih na Twitch acesse aqui

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

Parceiros

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

podcast

#5 Apelido pra mais de metro

Neste episódio, estamos passando os limites razoáveis, e nossos casters de elite estão dividindo com vocês, quais eram os apelidos que eles recebiam, e inventavam para seus arquirrivais, e todos nós sabemos, como pré-adolescentes podiam ser nefastos, na arte de insultar, e claro, que muitos desses apelidos alguns levam pra toda vida, como cabeção da malhação que foi inspiração para muitos cabeções por esse “brasilzão” a fora.

Muitos dizem, que antigamente era a melhor época para se crescer. Muitos homens e mulheres foram formados, na pressão do bullying, ou no carinho amigável de apelidos, que poderiam ser usados para ressaltar uma característica sua positiva, ou muitas vezes, negativa. Quem nunca foi chamado de tampinha, ou para os mais altos, como “boneco de olinda”. Se tivesse um nariz um pouco mais avantajado, ja era chamado de pinóquio, ou era acusado de roubar todo oxigênio da sala.

Gostaria de deixar claro que nomes, idades e qualquer informação foram alteradas, e este episódio não é pra ser levado a sério, apenas um podcast sobre apelidos, e experiências com fim de comédia.

Caso tenha se sentido ofendido por qualquer palavra dita, pau no seu … ops, aháá te peguei, ainda ta lendo isso? É sério? Tá, você ganhou, você realmente é um leitor de primeira, mas vê se volta logo a ouvir o episódio, e se quiser dar uma opinião, e xingar muito no twitter, é só nos marcar no @castsemcontrole . Nosso facebook é @semcontrolecast

Quem diria que falar sobre apelidos renderia tantos minutos assim? Realmente essa galera precisa de terapia.

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

Em Alta

Todos os Direitos Reservados © 2021 SemControleCast