Nos siga nas redes sociais

Jornada do Herói e por que funciona?

Roteiros de cinema, livros, quadrinhos, mangás e qualquer meio que conte a história de um herói do jeito clássico geralmente utilizam o método “Jornada do Herói”, você provavelmente já deve ter visto esse padrão em sagas como Star Wars, Spider-man, Batman, Superman e outros que se utilizam de alguns passos simples para construção de uma narrativa “heróica”.

Se você acha que não tem padrão, veja abaixo os passos e tente se lembrar dos heróis que se encaixam.

Primeiro é apresentado um Mundo Comum que é o mundo normal do herói antes da história começar, logo após vem o Chamado da Aventura  para um problema se apresenta ao herói: um desafio ou a aventura.

No caso esses passos para o Batman é sua vida normal com seus pais e logo após ele os perde causando um trauma fazendo um tipo de chamado para resolver o problema da “cidade doente Gotham”.

 Muitas vezes o próximo passo é a recusa do chamado, onde o herói tem a oportunidade de embarcar mas demora a aceitar para desenvolver os complexos existenciais dentro dele ou porque ele está tomando coragem e juntando motivos para ir.

No caso de Bruce Wayne, ele tinha medo, por conta do que ele passou e desenvolve esse medo como uma arma, para se proteger de tudo começa a treinar e ser mais frio mas ainda não se assumi como herói, é apenas um pré-herói.

 Agora vem o Encontro com o mentor ou Ajuda Sobrenatural onde herói encontra um mentor que o faz aceitar o chamado e o informa e treina para sua aventura.

No caso de Batman podemos citar vários mentores, cada versão de quadrinhos e filme tem o seu, mas o que eles tem em comum é que o direcionam para aprender habilidades e desenvolver a noção de mundo.

 Entrando no primeiro estágio do herói onde nosso personagem abandona o mundo comum para entrar no mundo especial ou mágico onde encontra Provações, aliados e inimigos e o herói enfrenta testes, encontra aliados e enfrenta inimigos, de forma que aprende as regras do mundo especial.

Após sair do treinamento com um mestre Batman entra em um conflito interno até que decide adotar o morcego e blá blá blá… isso não é importante, o importante é que ele começa a tentar ser herói e agora vai se aperfeiçoar nas ruas.

 Agora vem êxitos em batalhas e desafios para dar mais empuxo e força de vontade ao nosso herói para o próximo passo que é uma Provação difícil ou traumática para aprofundar mais a história que geralmente é a maior crise da aventura, de vida ou morte.

 Depois de enfrentar o grande desafio vem a Recompensa, onde o herói enfrentou a morte, se sobrepõe ao seu medo e agora ganha uma recompensa (o elixir), geralmente aumenta suas habilidades e confiança e o prepara para os desafios e forma a base para a grandiosa batalha final, mas vamos com calma que já chegaremos lá.

 O Caminho de Volta é onde depois de enfrentar seus desafios e de se tornar um herói ele regressa ao seu mundo comum, até que acontece a etapa da Ressurreição do Herói, aparece um novo desafio ou outro teste no qual o herói enfrenta a morte, e deve usar tudo que foi aprendido na jornada até aqui, geralmente aqui é batalha das batalhas, era pra essa situação que o herói foi cuidadosamente preparado pelo roteiro para lutar.

 Regresso com a vitória e aprendizado ou elixir e o herói volta para casa com o “elixir”, e o usa para ajudar todos no mundo comum.

Percebeu que tudo isso se encaixa com várias histórias que conhecemos? Até com nossa vida profissional e pessoal tem grande parte dessas etapas, que foram percebidas por Joseph Campbell, estudioso norte-americano de mitologia e religião comparada que percebe que achamos conforto no que é comum, assim como toda nossa cultura humana é baseada em mitologias padronizadas por ser mais confortável.

 

Abaixo um vídeo sobre a jornada do herói explicando de forma simples ligando alguns personagens.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=Stdko2NIUNI[/embedyt]

 

Os humanos em geral se sentem mais confortáveis em ouvir padrões aceitas socialmente, o que significa que somos induzidos a aceitar melhor padrões que podemos não perceber mas estão sendo usados o tempo todo para vender livros, revistas e todo  tipo de conteúdo e a Jornada do Herói, é exatamente isso e tem sido usado há séculos e provavelmente desde o começo da humanidade.

 

  E você tem algum filme ou série que se encaixe na jornada do herói? Diga pra nós nos comentários ou em contato.

Nos ajude a espalhar o descontrole!

podcast

#6 – Entrevista com Vem Noobar Comigo

É isso mesmo! Nossos casters de elite estão aqui para conversar com a dona do canal Vem Noobar Comigo, falando sobre seu canal no YouTube, seus passos como desenvolvedora e muito mais!

Esse episódio, foi realmente fora da curva, onde foram vistos vários pontos de qual foi a experiência da Viih no mundo dos games, e ainda dando dicas de como manter um canal no YouTube, quais foram seus jogos e sua caminhada na criação de conteúdos.

Acesse o canal da Viih no YouTube clicando aqui

Quer apoiar a Viih? Acesse o PicPay dela clicando aqui

Canal da Viih na Twitch acesse aqui

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

Parceiros

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

podcast

#5 Apelido pra mais de metro

Neste episódio, estamos passando os limites razoáveis, e nossos casters de elite estão dividindo com vocês, quais eram os apelidos que eles recebiam, e inventavam para seus arquirrivais, e todos nós sabemos, como pré-adolescentes podiam ser nefastos, na arte de insultar, e claro, que muitos desses apelidos alguns levam pra toda vida, como cabeção da malhação que foi inspiração para muitos cabeções por esse “brasilzão” a fora.

Muitos dizem, que antigamente era a melhor época para se crescer. Muitos homens e mulheres foram formados, na pressão do bullying, ou no carinho amigável de apelidos, que poderiam ser usados para ressaltar uma característica sua positiva, ou muitas vezes, negativa. Quem nunca foi chamado de tampinha, ou para os mais altos, como “boneco de olinda”. Se tivesse um nariz um pouco mais avantajado, ja era chamado de pinóquio, ou era acusado de roubar todo oxigênio da sala.

Gostaria de deixar claro que nomes, idades e qualquer informação foram alteradas, e este episódio não é pra ser levado a sério, apenas um podcast sobre apelidos, e experiências com fim de comédia.

Caso tenha se sentido ofendido por qualquer palavra dita, pau no seu … ops, aháá te peguei, ainda ta lendo isso? É sério? Tá, você ganhou, você realmente é um leitor de primeira, mas vê se volta logo a ouvir o episódio, e se quiser dar uma opinião, e xingar muito no twitter, é só nos marcar no @castsemcontrole . Nosso facebook é @semcontrolecast

Quem diria que falar sobre apelidos renderia tantos minutos assim? Realmente essa galera precisa de terapia.

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

Em Alta

Todos os Direitos Reservados © 2021 SemControleCast