Nos siga nas redes sociais

Rick and Morty crítica e resumo

Pra começar deixe tudo para trás, você provavelmente vai experimentar um misto de emoções de baque de realidade, escrotidão que fica bom por algum motivo e bastante do inesperado e roteiro brilhante. Adicione as características do filme “De volta para o futuro”, ciência interdimensional e outras mais e você tem metade do que é Rick and Morty.

Nos primeiros episódios você pode ficar meio perdido, até mais ou menos o quarto episódio onde realmente você se acostuma que não vai conseguir adivinhar o que vai acontecer e plot twists bizarros voam pela janela o tempo todo.

 

 Todo crítico analisa as obras cinematográficas usando critérios, mas nessa obra eu tive que me esforçar para criar critérios “analisáveis”, pois o roteiro muitas vezes não é sequencial de uma história e sim um misto de várias aventuras que parecem desconexas, mas que por trás tem sim uma história rolando que se estende e se mostra mais a cada temporada.

Se você ainda não viu Rick and Morty saiba que a a cada temporada a história começa a ficar mais profunda na vida de todos os personagens (“e suas versões infinitas”) e o roteiro começa a dar mais foco a isso, de forma que ficando mais profundo parece que a loucura se torna mais loucura ainda.

Imagine um avô cientista que não liga para ninguém pois tem a possibilidade de fazer tudo errado no mundo, e ainda ele simplesmente vai para outra dimensão e mundo onde ele não fez nada de errado, senta-se na frente da tv sem se importar e por isso nunca se apega com ninguém nem mesmo sua filha, seu neto ou neta, pois tudo para ele não passa de uma realidade que na verdade pode nem ser a dele.

Depois de eu escrever e revisar esse texto eu acabei escrevendo bastante loucura então parece que pelo menos devo ter resumido bem, um pouco da essência do Rick and Morty.

Personagens

Rick Sanchez (Voz original: Justin Roiland / Voz no Brasil: Caio César Oliveira) – Um cientista alcoólatra de 60 anos extremamente inteligente que é capaz de construir máquinas e acessórios tecnológicos que o permitem viajar por diversas dimensões e realidades paralelas Ele quase nunca pensa nas consequências de suas ações e possui um comportamento excêntrico e um estilo de vida niilista. É pai de Beth, sogro de Jerry e avô de Morty e Summer.

Morty Smith (Voz original: Justin Roiland / Voz no Brasil: Renan Alonso) – Neto facilmente influenciável e com dificuldades escolares de 14 anos de Rick, parece ser a quem este demostra maior afeto  e expectativa dentro da família, o que faz com que ele sempre acabe por acompanhar Rick em suas aventuras, enquanto descobre o que é o próprio mundo real e reflete sobre a existência das coisas

 

Jerry Smith (Voz original: Chris Parnell / Voz no Brasil: André Gaiani) – Pai inseguro de Summer e Morty, 35 anos que desaprova fortemente a influência de Rick sobre seu filho. Ele trabalhou em uma agência de publicidade de baixo nível, até que foi demitido por incompetência e agora está desempregado. Tem uma personalidade infantil e impressionável.

Beth Smith (née Sanchéz) (Voz original: Sarah Chalke / Voz no Brasil: Raquel Elaine) – É filha de Rick, esposa de Jerry e mãe de Summer e Morty, aos 34. Como seu pai, ela bebe muito e é bastante inteligente, mas ao contrário dele, é sempre responsável. Ela trabalha em um hospital como cirurgiã de cavalos e muitas vezes se arrepende de não ter sido médica. Ela frequentemente tem discussões com seu marido, vendo uma incompatibilidade em ambos.

 

Summer Smith (Voz original: Spencer Grammer / Voz no Brasil: Mariana Pozatto) – Tem 17 anos e é a irmã mais velha de Morty, uma adolescente convencional muitas vezes superficial, que é obcecada por melhorar seu status com seus colegas. Ela ocasionalmente expressa inveja por Morty sempre acompanhar Rick em suas aventuras interdimensionais. Na segunda temporada, ela acompanha Rick e Morty com mais freqüência. Foi revelado que Beth tinha engravidado aos 17, a idade que Summer tinha.

Nos ajude a espalhar o descontrole!

podcast

#6 – Entrevista com Vem Noobar Comigo

É isso mesmo! Nossos casters de elite estão aqui para conversar com a dona do canal Vem Noobar Comigo, falando sobre seu canal no YouTube, seus passos como desenvolvedora e muito mais!

Esse episódio, foi realmente fora da curva, onde foram vistos vários pontos de qual foi a experiência da Viih no mundo dos games, e ainda dando dicas de como manter um canal no YouTube, quais foram seus jogos e sua caminhada na criação de conteúdos.

Acesse o canal da Viih no YouTube clicando aqui

Quer apoiar a Viih? Acesse o PicPay dela clicando aqui

Canal da Viih na Twitch acesse aqui

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

Parceiros

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

podcast

#5 Apelido pra mais de metro

Neste episódio, estamos passando os limites razoáveis, e nossos casters de elite estão dividindo com vocês, quais eram os apelidos que eles recebiam, e inventavam para seus arquirrivais, e todos nós sabemos, como pré-adolescentes podiam ser nefastos, na arte de insultar, e claro, que muitos desses apelidos alguns levam pra toda vida, como cabeção da malhação que foi inspiração para muitos cabeções por esse “brasilzão” a fora.

Muitos dizem, que antigamente era a melhor época para se crescer. Muitos homens e mulheres foram formados, na pressão do bullying, ou no carinho amigável de apelidos, que poderiam ser usados para ressaltar uma característica sua positiva, ou muitas vezes, negativa. Quem nunca foi chamado de tampinha, ou para os mais altos, como “boneco de olinda”. Se tivesse um nariz um pouco mais avantajado, ja era chamado de pinóquio, ou era acusado de roubar todo oxigênio da sala.

Gostaria de deixar claro que nomes, idades e qualquer informação foram alteradas, e este episódio não é pra ser levado a sério, apenas um podcast sobre apelidos, e experiências com fim de comédia.

Caso tenha se sentido ofendido por qualquer palavra dita, pau no seu … ops, aháá te peguei, ainda ta lendo isso? É sério? Tá, você ganhou, você realmente é um leitor de primeira, mas vê se volta logo a ouvir o episódio, e se quiser dar uma opinião, e xingar muito no twitter, é só nos marcar no @castsemcontrole . Nosso facebook é @semcontrolecast

Quem diria que falar sobre apelidos renderia tantos minutos assim? Realmente essa galera precisa de terapia.

Nos ajude a espalhar o descontrole!
Continue Lendo

Em Alta

Todos os Direitos Reservados © 2021 SemControleCast